this for escaping w3 validation warning

  • contato@bsbborrachas.com.br
  • R.D. Maria Fidélix, 158/176 - Diadema
  • (11) 2774-9850

Publicações



Conhecendo e Entendendo os Principais Materiais para Esquadrias

As esquadrias são guarnecidas por vidros e/ou elementos opacos, de modo a dosar adequadamente essas trocas entre os ambientes, de acordo com um projeto arquitetônico. As esquadrias podem constituir portas, janelas, grandes áreas e coberturas envidraçadas etc; todos esses elementos são formados por esquadrias fabricadas, predominantemente, em madeira, aço, alumínio ou PVC.

É indiscutível, há muito tempo, a predominância do alumínio como material para a fabricação de esquadrias. No entanto, não se pode esquecer que a madeira tem uma antiga tradição de uso, graças às suas qualidades que favorecem o bom desempenho de caixilhos com ela fabricados. A madeira é facilmente trabalhável e, com ferramentas manuais ou máquinas adequadas, pode-se cortá-la, furá-la ou nela fazer sulcos e rasgos, criando detalhes muito eficientes para a vedação da passagem de ar, água e ruído. Além disso, por sua “massa”, a madeira tem melhor desempenho acústico que os perfis tubulares de alumínio. É, portanto, um material muito adequado para esquadrias em construções residenciais, hotéis e escolas, desde que não haja vãos com dimensões exageradas e desde que o aspecto dos caixilhos seja esteticamente satisfatório para o tipo de edifício.

O aço é adequado para esquadrias de grandes dimensões, em que não são necessários detalhes complexos para vedação de ar, água e som, pois é um material muito resistente, mas de difícil trabalhabilidade, o que dificulta a execução de detalhes. É adequado para os reforços de partes dos fechamentos quando ocorrem grandes vãos..

O alumínio tornou-se o material predominante na construção de esquadrias para edifícios por suas qualidades estruturais: obtêm-se perfis de grande resistência a partir de elementos tubulares com dimensões adequadas, incluindo espessuras; sua trabalhabilidade é bem maior que a do aço, principalmente por possibilitar a criação de perfis pelo processo de extrusão – o que é muito difícil de conseguir com o aço.

Isso permite criar detalhes de reentrâncias, sulcos, encaixes etc,, que resultam em excelentes vedações ao ar, água e ruído; acusticamente, o alumínio tem comportamento inferior ao da madeira, em razão de ter menor massa e também pelo “efeito de tubo”, que cria sons harmônicos ao som principal.

Já o PVC é um material que ganha cada vez mais espaço no Brasil. Também pode ser extrudado, resultando em formas eficientes semelhantes às do alumínio e da madeira. Por sua pouca resistência estrutural, os perfis em PVC são sempre reforçados internamente com perfis formatados em aço galvanizado, que lhes dão resistência na medida das necessidades estruturais.

“O aço é adequado para esquadrias de grandes dimensões, em que não são necessários detalhes complexos para vedação de ar, água e som, pois é um material muito resistente, mas de difícil trabalhabilidade, o que dificulta a execução de detalhes.”

Fonte: Fórum da Construção

FALE CONOSCO

Temos o produto ideal para seu projeto!